ANUNCIE SUA EMPRESA AQUI

OBRIGADO POR VOSSA VISITA***

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Menina de 11 anos grávida é internada com suspeita de H1N1, em Goiânia



Menina de 11 anos grávida é internada com suspeita de H1N1, em Goiânia

Ela é de Goianésia e está internada em um leito de isolamento na UTI do Hospital Materno Infantil, em Goiânia. Sexo com menores de 14 anos é considerado estupro.









Por Vitor Santana, G1 GO









Criança de 11 anos grávida está internada com suspeita de H1N1, em Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)



Uma garota de 11 anos e que está grávida foi internada no Hospital Materno Infantil, em Goiânia, com suspeita de gripe H1N1. Ela é moradora de Goianésia, na região central de Goiás e está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Por lei, sexo com menores de 14 é considerado estupro de vulnerável.

O HMI informou, em nota, que a criança deu entrada na unidade no dia 14 de abril. Ela está grávida de 28 semanas e estava com febre e falta de ar. Com a suspeita do vírus H1N1, ela foi encaminhada para um leito de isolamento e já começou a ser medicada contra a doença.

O estado de saúde dela nesta segunda-feira (16) é estável e não apresenta mais febre. Ela respira de forma espontânea.

O G1 entrou em contato por email e telefone com a assessoria de imprensa do Hospital Materno Infantil às 14h para saber se a unidade comunicou o fato à polícia, mas ainda não obteve resposta.
Vacinas
Goiás foi o primeiro estado do país a promover campanha de vacinação contra gripe. As doses começaram a ser aplicadas na sexta-feira (13), dez dias antes do lançamento da mobilização do Ministério da Saúde. Pacientes enfrentam longas filas para conseguir se imunizar.

 A imunização protege contra dois subtipos da Influenza A – H1N1 e H3N2 – e um subtipo da Influenza B.

O medo do avanço da doença levou várias pessoas a laboratórios particulares. Os estoques acabaram, e as clínicas precisaram pedir reposição e passaram a atender com distribuição de senha. O custo é de cerca de R$ 150. O Procon fiscaliza o serviço.





Vacina contra Influenza A, H1N1, em Goiânia (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)
O início da vacinação foi marcado por filas nas unidades de saúde. Em alguns locais, como no CMV da capital havia fila desde às 2h. No local, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS), 3 mil pessoas foram imunizadas no primeiro dia de campanha.
Em Goiânia, no total, foram aplicadas 47.893 doses da vacina contra H1N1 na sexta-feira (13). As aplicações representam quase 25% das cerca de 200 mil doses enviadas à capital para a primeira etapa de vacinação.
Mortes e casos graves

Boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Goiás (SES-GO) aponta que 13 pessoas já morreram no estado, este ano, em decorrência de H1N1. As últimas mortes registradas foram: duas em Rio Verde e uma em Morrinhos. Outras 92 pessoas foram diagnsticadas como casos graves da doença.
Anápolis – 1
Goiânia – 5
Jaupaci – 1
Trindade – 2
Hidrolândia – 1
Morrinhos – 1
Rio Verde – 2

As duas primeiras morte por H1N1 registradas no estado neste ano ocorreram na Vila São José Bento Cottolengo, hospital filantrópico que atende pessoas com múltiplas deficiências, físicas e mentais. Um surto da doença atingiu a unidade, e outros pacientes precisaram ficar em isolamento.


O governo estadual decretou estado de alerta e criou um comitê para controlar a situação e, adotando recomendações do Ministério Público, reservou 30 leitos em hospitais para atender casos graves. O secretário estadual de Saúde, Leonardo Vilela, classificou a situação como "anômala".





Hospital Vila São Cottolengo, em Trindade, onde houve surto de H1N1 (Foto: Sílvio Túlio/G1)
Os principais sintomas da gripe H1N1 são os mesmos de um estado gripal comum, como febre que dura entre 3 e 5 dias, tosse seca, secreção e dores no corpo. Quem tiver esses sintomas deve procurar atendimento médico, afirma a Secretaria Municipal de Saúde.

Indivíduos doentes devem manter repouso, alimentação balanceada e ingestão de líquidos adequada e evitar contato com outras pessoas em ambientes fechados e aglomerados.

A forma mais eficaz de evitar a transmissão do vírus é a higienização das mãos, principalmente com álcool gel. Também é recomendável cobrir a boca e o nariz ao espirrar.

G1 Goiás.

Com base na lei de usucapião, mecânico se torna dono de jipe 1942 deixado por amigo para restauração em Goiás


Com base na lei de usucapião, mecânico se torna dono de jipe 1942 deixado por amigo para restauração em Goiás

Veículo, produzido para abastecer tropas na guerra, ficou abandonado e sendo corroído pelo tempo durante anos até ser reformado. Idoso construiu peças após pesquisas na internet.

Por Sílvio Túlio, G1 GO



Mecânico consegue na Justiça se tornar dono de jipe 1942 deixado por amigo para restauração (Foto: Wagner Soares/TJ-GO)



O mecânico Luiz Antônio Teixeira de Biazi, de 62 anos, conseguiu na Justiça se tornar proprietário de um Jeep Dodge, ano 1942, de cor verde, deixado em sua oficina por um amigo há cerca de 25 anos, em Porangatu, na região norte de Goiás. A posse do veículo, produzido para abastecer as tropas americanas durante a Segunda Guerra Mundial, foi dada com base na lei de usucapião - quando se dá a propriedade por posse prolongada de algo.


A decisão foi da juíza Patrícia Passoli Ghedin na última terça-feira (10). Após a sentença, ele agora aguarda apenas a emissão do documento em seu nome para passear com o "possante".


Em entrevista ao G1, Luiz Antônio disse que um amigo, já falecido, adquiriu o carro e deixou com ele para que fosse restaurado. Cerca de dez anos depois, ele reapareceu, disse que não tinha como arrumá-lo e afirmou que o mecânico poderia ficar com ele ou "jogá-lo fora".



"O jipe estava apodrecendo. O tempo acabou com ele. Nunca tive vontade de arrumá-lo para mim, mas quando ele me deu, fui olhar e pensei: 'vamos fazer essa coisa andar'", disse ao G1.




A tarefa, segundo ele, foi árdua. Como o veículo é raro e bastante antigo, conseguir peças originais - ou ao menos parecidas - era quase impossível. Então, o mecânico resolveu ele próprio produzi-las. "Da estrutura, aproveitei muito pouco. Ia em lojas e ferros-velhos, mas não achava nada. Então comecei a pesquisar na internet e fazia eu mesmo as peças", afirma.


O idoso disse que não sabe estimar, nem por alto, quanto gastou na restauração. Mas depois de três anos, o jipe estava pronto para rodar.



Orgulhoso, Luiz segura decisão judicial que lhe confere propriedade do jipe (Foto: Wagner Soares/TJ-GO)

Documentação

No entanto, ainda havia um problema: Luiz Antônio não tinha qualquer documento que comprovasse a propriedade do veículo. Por isso, o jipe ficou cerca de dez anos parado dentro da garagem. "Eu funcionava ele e dava apenas umas voltinhas aqui no quarteirão. Não tinha os documentos. Se a fiscalização me parasse, tinha medo de ir preso", conta.


Após ouvir um conhecido dizer que passou por situação semelhante e conseguiu na Justiça se tornar dono do carro, ele fez o mesmo. Depois de alguns meses, foi realizada na última terça-feira (10) a audiência em que foi concedida a ele a propriedade do veículo.


Agora ela aguarda somente que o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) altere o documento do jipe para poder rodar de forma regularizada. Ver o carro rodando, além de um orgulho, será uma forma de homenagear o amigo, que lhe deu o veículo.


"Ele ia gostar muito, pois tinha vontade de ver o jipe pronto e rodando", salienta.

 G1 Goiás.

Morto em acidente na BR-060 era cantor sertanejo do Acre e tentava sorte na música em Goiás, diz PRF


Morto em acidente na BR-060 era cantor sertanejo do Acre e tentava sorte na música em Goiás, diz PRF

Parceiro da vítima disse à polícia que eles se mudaram para o estado há pouco tempo. Ele ficou ferido e foi encaminhado para o Hugol.

Por Vitor Santana, G1 GO




Cantor sertanejo morre em acidente de trânsito na BR-060, em Goiás



O motorista que morreu em um acidente de trânsito na BR-060, em Posselândia, distrito de Guapó, era cantor sertanejo e tentava a sorte na carreira musical em Goiânia após se mudar do Acre, segundo a Polícia Rodoviária Federal. Ele dirigia um Fiat Uno bateu, que bateu contra um Fiat Toro. No acidente, seu parceiro de dupla ficou gravemente ferido e o condutor do outro automóvel teve apenas lesões leves.


De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o passageiro do Uno contou que os dois se mudaram há pouco tempo do Acre para Goiás para tentar carreira na música sertaneja. “No carro deles nós encontramos os instrumentos e aparelhos que eles usavam para fazer os shows. E o passageiro nos contou que eles tentavam a sorte há pouco tempo aqui”, disse o assessor de comunicação da PRF, inspetor Newton Morais.


Sérgio Rodrigues, de 33 anos, morreu no local. Já seu parceiro de dupla, Eduardo Reiz, de 31 anos, foi encaminhado para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira.


O G1 entrou em contato por email com a assessoria de imprensa do hospital às 9h20 e aguarda o estado de saúde do ferido.


De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o cantor sertanejo dirigia o Uno pela faixa da direita e, inesperadamente, invadiu a pista da esquerda e foi atingido pelo outro veículo. No local do acidente, próximo ao carro que ele dirigia, foi encontrada uma lata de cerveja.


O condutor do outro veículo, de 34 anos, fez o teste do bafômetro, que comprovou que ele não havia bebido antes de dirigir.


O corpo de Sérgio Rodrigues seguia no Instituto Médico Legal de Aparecida de Goiânia até as 9h40 desta segunda-feira (16) porque nenhum famliar compareceu à unidade ainda. O G1 entrou em contato com os quatro telefones disponíveis nos cartazes de divulgação encontrados dentro do veículo, mas ninguém atendeu.

Carro dirigido por cantor sertanejo ficou destruído em acidente na BR-060 (Foto: Divulgação/PRF)

Acre
Guapó
Posselândia

O que são os mísseis Tomahawk usados pelos EUA no ataque à Síria Usado pela primeira vez na Guerra do Golfo, míssil guiado é opção preferencial do país para ataques a longa distância e com alto grau de precisão.


O que são os mísseis Tomahawk usados pelos EUA no ataque à Síria

Usado pela primeira vez na Guerra do Golfo, míssil guiado é opção preferencial do país para ataques a longa distância e com alto grau de precisão.




Por BBC





A Raytheon, que produz os mísseis, é uma indústria de armas americana (Foto: Raytheon/Divulgação/ BBC)

Os Estados Unidos lideraram no fim de semana um ataque com mísseis contra o regime de Bashar Al Assad, na Síria. O objetivo, segundo o presidente americano, Donald Trump, foi atingir armazéns de produção e armazenamento de armas químicas.

Três alvos foram atingidos. A operação foi em resposta ao suposto uso de armas químicas contra a população na cidade síria de Douma, na semana retrasada. Os EUA, a França e o Reino Unido acusam o presidente Assad pelo ataque químico. O governo sírio nega ter usado armas químicas e diz que as alegações foram fabricadas.

Para a retaliação, os EUA optaram novamente pelos mísseis Tomahawk – que Washington vem usando há mais de 20 anos quando precisa realizar um ataque à distância com um bom grau de precisão.

Mas como funcionam e porque são o armamento de escolha do Pentágono para ataques desse tipo?

Alta precisão e longo alcance

Washington usa os Tomahawks quando precisa fazer ataques de uma distância segura.

Os mísseis podem alcançar alvos a até 1,6 mil quilômetros de distância. Desenhados para voar a baixas altitudes, chegam à velocidade de 885 km/h – ou seja, conseguem atingir a distância máxima em até 2 horas.

Cada míssil mede mais de seis metros de comprimento e pesa cerca de uma tonelada e meia. As ogivas (cargas explosivas) pesam até 454 kg.

Usando tecnologia GPS para se guiar pelo terreno, o equipamento tem alta precisão. Embora possa falhar – com consequências trágicas – sua margem de erro estimada é de 10 metros.


O míssil em geral é lançado do mar - de navios ou submarinos.


Chris Harmer, analista de defesa e ex-oficial da marinha americana, disse ao jornal The Washington Post que a potência explosiva dos Tomahawks é menor que a de outros artefatos explosivos lançadas de aviões tripulados, mas que isso importa pouco se o objetivo da missão é destruir aviões em terra ou deixá-los incapacitados.




Os EUA usaram os Tomahawks pela primeira vez durante a operação Tormenta do Deserto, em 1991 (Foto: Getty Images via BBC)


O míssil é produzido pela Raytheon Company, um conglomerado norte-americano de indústrias do setor de armamentos e equipamentos eletrônicos para uso militar.


É a maior produtora mundial de mísseis guiados, embora já tenha anunciado que pretende diversificar os negócios. A empresa esteve envolvida em polêmicas sobre espionagem industrial e roubo de dados.


Segundo a Raytheon, o Tomahawk é o "míssil guiado mais avançado do mundo" e foi usado mais de 2 mil vezes em combate.


Desde a Guerra do Golfo


Os EUA começaram a usar os Tomahawks na Guerra do Golfo, nos anos 1990, quando uma coalizão liderada pelo país invadiu o Iraque em uma operação militar conhecida como "Tormenta do Deserto".


A arma também teve papel central na Líbia em 2011, durante operações da Otan (Organização do Tratado Atlântico Norte) contra o governo de Muammar Khadafi.


Em 2014, os EUA usaram os mísseis na Síria pela primeira vez, em uma operação contra o grupo extremista autodenominado Estado Islâmico (EI).



Mísseis foram usados em ataques para expulsar do Kuwait as forças do ditador iraquiano Saddam Hussein (Foto: Getty Images via BBC)



Na época, o Pentágono lançou 47 Tomahawks de dois navios que estavam no Golfo Pérsico e no Mar Vermelho.


Um outro ataque a partir do Mar Vermelho foi feito em outubro de 2016, quando o Pentágono mandou bombardear três instalações de radar no Iêmen.


Em 2017, 59 mísseis Tomahawk foram lançados de dois navios dos EUA no Mediterrâneo contra uma base aérea síria. Fora numa ação militar semelhante à do fim de semana: uma resposta ao uso de armas químicas pelo governo de Assad na cidade de Khan Shaykhun.



De acordo com o fabricante, os Tomahawks foram usados mais de 2 mil vezes em combate (Foto: Raytheon/ Divulgação/ BBC)

Papa consola criança que perguntou se seu pai ateu estava no céu 'Somos todos filhos de Deus, inclusive os que são de outras religiões distantes', disse Francisco. Papa visitou periferia de Roma e respondeu perguntas de fiéis no local. Agencia EFE Por Agencia EFE 16/04/2018 15h06 Atualizado há 4 horas Papa Francisco consola menino que perguntou se pai ateu estaria no céu (Foto: REUTERS/Remo Casilli) Papa Francisco consola menino que perguntou se pai ateu estaria no céu (Foto: REUTERS/Remo Casilli) Papa Francisco consola menino que perguntou se pai ateu estaria no céu (Foto: REUTERS/Remo Casilli) O papa Francisco afirmou neste domingo que Deus não abandona as pessoas boas, ao responder a uma pergunta feita por um menino que queria saber se seu pai, que era ateu e morreu há pouco tempo, estava no céu. Durante uma visita à paróquia do bairro de Corviale, na periferia de Roma, Francisco respondeu às perguntas dos fiéis, entre os quais estava Emanuele, um menino de oito anos, cuja voz estava embargada pelo choro. Diante desta situação, o papa lhe encorajou a fazer sua pergunta perto de seu ouvido, lhe abraçou e ambos conversaram durante alguns minutos. Posteriormente, o pontífice pediu permissão ao menino para revelar sua inquietação. Francisco explicou então que Emanuele lhe contou que seu pai havia morrido há pouco tempo e que, embora não fosse crente, tinha batizado seus quatro filhos, mas sua dúvida era "se o papai estava no céu". "Que lindo que um filho diga que seu pai era bom. Um lindo testemunho daquele homem para que seus filhos possam dizer dele que era um homem bom. Se esse homem foi capaz de ter filhos assim, é verdade que era um grande homem", declarou o papa. Francisco ressaltou que embora este homem "não tivesse o dom da fé, não fosse crente, fez batizar os filhos" e, perante a dúvida de Emanuele, respondeu: "Quem diz quem vai para o céu é Deus". Então Francisco perguntou aos presentes: "Deus abandona seus filhos quando são bons?", ao que responderam "não" em coro. "Bom, Emanuele, esta é a resposta. Deus seguramente estava orgulhoso do seu pai, porque é mais fácil batizar os filhos sendo crente que batizá-los não sendo crente. E seguramente Deus gostou muito disso", acrescentou. E concluiu: "Fale com seu pai, reza ao seu pai. Obrigado, Emanuele, pela sua valentia ". Outra das perguntas ao papa foi se todos, "inclusive os não batizados", somos "filhos de Deus", ao que Francisco explicou: "Somos todos filhos de Deus, inclusive os que são de outras religiões distantes". "Inclusive os mafiosos, embora estes prefiram comportar-se como filhos do diabo", completou. As crianças também lhe questionaram sobre o que sentiu quando foi escolhido papa e Francisco respondeu que "não sentiu medo, nem uma grande alegria (...), mas uma grande paz".


Papa consola criança que perguntou se seu pai ateu estava no céu

'Somos todos filhos de Deus, inclusive os que são de outras religiões distantes', disse Francisco. Papa visitou periferia de Roma e respondeu perguntas de fiéis no local.


Por Agencia EFE




Papa Francisco consola menino que perguntou se pai ateu estaria no céu (Foto: REUTERS/Remo Casilli)



O papa Francisco afirmou neste domingo que Deus não abandona as pessoas boas, ao responder a uma pergunta feita por um menino que queria saber se seu pai, que era ateu e morreu há pouco tempo, estava no céu.


Durante uma visita à paróquia do bairro de Corviale, na periferia de Roma, Francisco respondeu às perguntas dos fiéis, entre os quais estava Emanuele, um menino de oito anos, cuja voz estava embargada pelo choro.


Diante desta situação, o papa lhe encorajou a fazer sua pergunta perto de seu ouvido, lhe abraçou e ambos conversaram durante alguns minutos. Posteriormente, o pontífice pediu permissão ao menino para revelar sua inquietação.


Francisco explicou então que Emanuele lhe contou que seu pai havia morrido há pouco tempo e que, embora não fosse crente, tinha batizado seus quatro filhos, mas sua dúvida era "se o papai estava no céu".


"Que lindo que um filho diga que seu pai era bom. Um lindo testemunho daquele homem para que seus filhos possam dizer dele que era um homem bom. Se esse homem foi capaz de ter filhos assim, é verdade que era um grande homem", declarou o papa.


Francisco ressaltou que embora este homem "não tivesse o dom da fé, não fosse crente, fez batizar os filhos" e, perante a dúvida de Emanuele, respondeu: "Quem diz quem vai para o céu é Deus".


Então Francisco perguntou aos presentes: "Deus abandona seus filhos quando são bons?", ao que responderam "não" em coro.


"Bom, Emanuele, esta é a resposta. Deus seguramente estava orgulhoso do seu pai, porque é mais fácil batizar os filhos sendo crente que batizá-los não sendo crente. E seguramente Deus gostou muito disso", acrescentou.


E concluiu: "Fale com seu pai, reza ao seu pai. Obrigado, Emanuele, pela sua valentia ".


Outra das perguntas ao papa foi se todos, "inclusive os não batizados", somos "filhos de Deus", ao que Francisco explicou: "Somos todos filhos de Deus, inclusive os que são de outras religiões distantes".



"Inclusive os mafiosos, embora estes prefiram comportar-se como filhos do diabo", completou.


As crianças também lhe questionaram sobre o que sentiu quando foi escolhido papa e Francisco respondeu que "não sentiu medo, nem uma grande alegria (...), mas uma grande paz".

sábado, 14 de abril de 2018

60 mil litros de combustível roubado são recuperados em Maurilândia Dois assaltantes que roubaram a carga e dois gerentes de postos de gasolina que compraram o produto foram presos

60 mil litros de combustível roubado são recuperados em Maurilândia

Dois assaltantes que roubaram a carga e dois gerentes de postos de gasolina que compraram o produto foram presos

Do Mais Goiás
60 mil litros de combustível roubado são recuperados em Maurilândia
Caminhão com o combustível encontrado em um dos postos. (Foto: PRF)


Justiça manda bloquear R$ 6 milhões da Prefeitura de Chapada dos Guimarães (MT) O valor deve ser para a contratação de uma empresa para o transporte escolar. Segundo a decisão, vistorias constataram as péssimas condições dos veículos usados


Justiça manda bloquear R$ 6 milhões da Prefeitura de Chapada dos Guimarães (MT)

O valor deve ser para a contratação de uma empresa para o transporte escolar. Segundo a decisão, vistorias constataram as péssimas condições dos veículos usados.

Por G1 MT

14/04/2018 13h31 Atualizado há 11 horas




Pelo menos 2 mil alunos dependem dos ônibus escolares em Chapada (Foto: Benedito Antônio de Oliveira/Arquivo Pessoal)


A Justiça de Mato Grosso determinou o bloqueio de R$ 6 milhões da Prefeitura de Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, para a contratação imediata de empresa para o fornecimento do transporte escolar no município.


O G1 tentou, mas não conseguiu contato com a Prefeitura de Chapada dos Guimarães.


A determinação acata a um pedido feito pelo Ministério Público Estadual (MPE) em razão da precariedade do transporte ofertado pela prefeitura às crianças e adolescentes da zona rural.


De acordo com o processo, os estudantes estavam sendo transportados em veículos considerados inaptos pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT), colocando em risco a integridade física dos alunos.


A vistoria do órgão apontou as péssimas condições mecânicas dos veículos, entre elas: falta de faróis, estepes, espelho, retrovisor, lanternas, pneus, cinto de segurança e outros equipamentos.

'Percebo, desta forma, que garantir o acesso à educação através do transporte é tão basilar quanto o próprio ensino em si, não havendo como dissociar um serviço público do outro”, diz trecho da decisão.


Na quinta-feira (12), studantes e pais protestaram contra falta de estrutura do transporte. Segundo eles, há ocasiões em que os ônibus deixam de circular por falta de combustível.



Estudantes denunciam precariedade do transporte escolar

PM é baleado na porta da casa de amigo durante assalto, em Aparecida de Goiânia; vídeo mostra suspeitos fugindo Segundo boletim de ocorrência, ladrão revistou Brenno Pimenta Costa e, ao notar que ele tinha uma arma, gritou 'atira! Atira que é policial'. Ninguém foi preso.


PM é baleado na porta da casa de amigo durante assalto, em Aparecida de Goiânia; vídeo mostra suspeitos fugindo

Segundo boletim de ocorrência, ladrão revistou Brenno Pimenta Costa e, ao notar que ele tinha uma arma, gritou 'atira! Atira que é policial'. Ninguém foi preso.

Por Raquel Morais, G1 GO




PM é baleado durante tentativa de assalto em Aparecida de Goiânia


Um cabo da Polícia Militar foi baleado durante assalto, na noite desta quinta-feira (12), quando chegava de moto à casa de um amigo, na Cidade Vera Cruz, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Dois homens anunciaram o roubo assim que o colega da vítima – também militar – abriu o portão.


De acordo com o boletim de ocorrência, um dos ladrões revistou Brenno Pimenta Costa e, ao notar que ele tinha uma arma, gritou “atira! Atira que é policial”. O crime aconteceu por volta de 20h30.


Imagens do circuito de segurança mostram um carro passando pela região. Em seguida, dois homens passam pela calçada. Dois minutos depois, eles saem correndo. Para a polícia, o vídeo flagrou os assaltantes, e uma terceira pessoa estaria dando cobertura a eles no automóvel.



Imagem de circuito de segurança mostra suspeitos de balear cabo da Polícia Militar em tentativa de assalto, em Aparecida de Goiânia, nesta quinta-feira (12) (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)


Ainda segundo o boletim de ocorrência, o amigo de Brenno conseguiu puxá-lo, mas mesmo assim ele foi atingido. A bala acertou um braço, quebrou costelas e perfurou um pulmão.


O homem, que tem 31 anos e é lotado no Grupo de Intervenção Rápida e Ostensiva (Giro), foi levado para o Hospital de Urgências de Goiás (Hugo), onde passou por cirurgia.


Em nota, a unidade de saúde disse que ele está consciente, respira de forma espontânea e conversa. Ele seguia internado em um leito de enfermaria às 11h20 desta sexta (13).


O caso é investigado pelo 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia, mas, até a manhã desta sexta, ainda não tinha um delegado responsável, de acordo com a assessoria da Polícia Civil.


As duas corporações informaram também que, até então, não havia suspeitos identificados e ninguém preso. Ainda não se sabe se a carteira da vítima foi levada pelos assaltantes.

 G1 Goiás.

Caminhoneiros morrem após batida de frente na BR-452, em Bom Jesus de Goiás Suspeita da PRF é que um dos condutores tenha perdido o controle da direção. Rodovia ficou parcialmente interditada.


Caminhoneiros morrem após batida de frente na BR-452, em Bom Jesus de Goiás

Suspeita da PRF é que um dos condutores tenha perdido o controle da direção. Rodovia ficou parcialmente interditada.

Por Vitor Santana, G1 GO





Caminhão fica destruído após bater de frente contra outro veículo, em Bom Jesus de Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)


Dois caminhoneiros, de 54 e 59 anos, morreram na tarde desta sexta-feira (13), na BR-452, em Bom Jesus de Goiás. Os veículos bateram de frente. A suspeita da Polícia Rodoviária Federal é que um dos condutores perdeu o controle da direção.


Aparecido Bressiano, 59, e José Henrique Brussolo, 54, morreram no local. Os dois viajavam sozinhos, cada um em um veículo. Com o acidente, a estrada ficou parcialmente interditada e não há previsão para liberação.


Um dos caminhões estava carregado de soja. A preocupação da PRF e também do Corpo de Bombeiros também é o vazamento de combustível de um dos veículos. Foram tomados cuidados para que não haja nenhum incêndio no local.

BOM JESUS DE GOIÁS

Pedreiro é preso suspeito de abusar sexualmente da enteada, em Ceres


Pedreiro é preso suspeito de abusar sexualmente da enteada, em Ceres

Segundo delegado, caso foi descoberto pelo irmão mais novo da vítima, que flagrou a irmã, de 12 anos, sendo abusada pelo padrasto; polícia apura se mãe foi omissa.

Por Murillo Velasco, G1 GO




Padrasto foi preso suspeito de abusar da enteada, em Ceres, Goiás (Foto: Polícia Civil/Divulgação)


Um pedreiro de 42 anos foi preso suspeito de abusar sexualmente da enteada de 12 anos, em Ceres, na região central de Goiás. De acordo com a Polícia Civil, o caso foi descoberto pelo irmão mais novo da vítima, de 10 anos, que flagrou a irmã sendo abusada pelo padrasto. A corporação apura se a mãe foi omissa em relação aos crimes pelos quais o companheiro é investigado.


Segundo o delegado Matheus Costa Melo, responsável pelas investigações, após flagrar o padrasto abusando da irmã, menino contou ao Conselho Tutelar da cidade o que viu. Em depoimento à polícia, adolescente disse que já havia relatado os abusos sofridos à mãe dela, que nada fez.


“O irmão mais novo flagrou o padrasto deitado em cima da irmã, dentro da casa em que moravam. Como a família é muito pobre, é assistida pelo Conselho Tutelar, que ficou sabendo dos abusos pela criança. Estamos apurando se a mãe foi omissa, já que a vítima disse que já havia procurado ajuda, mas a mulher não deu ouvidos e disse que ela estava mentindo.”

“Mesmo depois do companheiro dela ser preso, a mãe insiste na versão de que a adolescente estaria mentindo”, disse ao G1.


O pedreiro foi preso na quinta-feira (12), em Ceres. Conforme o delegado, o caso foi flagrado pelo irmão em janeiro deste ano, mas situação só chegou ao conhecimento do Conselho Tutelar e da Polícia Civil no fim de fevereiro, desde quando o crime é investigado.


“É uma situação que, desde que chegou para a gente na delegacia já ouvimos todos os envolvidos e representamos pela prisão dele”, afirmou.


Melo afirmou que depois que o caso chegou na delegacia, a criança e a adolescente, vítima dos abusos, foram levados para o abrigo Lar das Crianças, onde estão morando e passam por acompanhamento psicológico.


O padrasto foi preso, está recolhido na Unidade Prisional de Ceres e, segundo a Polícia Civil, deve responder por estupro de vulnerável.


FONTE/// G1 Goiás.

CERES

Confira os locais de vacinação contra H1N1 nas principais cidades de Goiás Imunização começa para idosos, trabalhadores da saúde e doentes cardíacos e respiratórios; Antecipação ocorre após 9 mortes pelo vírus no estado; veja calendário da campanha. Por Murillo Velasco, G1 GO


Confira os locais de vacinação contra H1N1 nas principais cidades de Goiás

Imunização começa para idosos, trabalhadores da saúde e doentes cardíacos e respiratórios; Antecipação ocorre após 9 mortes pelo vírus no estado; veja calendário da campanha.
Por Murillo Velasco, G1 GO




Idosos começaram a ser vacinados contra H1N1 em Goiás (Foto: Guilherme Mendes/TV Anhanguera)


Avacinação contra a gripe H1N1 começou nesta sexta-feira (13), em Goiás. A antecipação da campanha foi feita depois que nove pessoas com o vírus morreram no estado, metade das mortes registradas no país. A imunização será feita gradativamente, de acordo com grupos de risco (veja cronograma no fim da reportagem)


Para ajudar a população, o G1 preparou uma lista com os locais onde a imunização é feita nas principais cidades do estado.


Nesta primeira etapa, o Ministério da Saúde enviadou 650 mil unidades, e apenas idosos, trabalhadores da saúde, indígenas e pessoas com doenças cardíacas e respiratórias graves serão contemplados. A imunização protege contra dois subtipos da Influenza A – H1N1 e H3N2 – e um subtipo da Influenza B.

Veja a lista com os locais de vacinação:


Grande Goiânia:

Goiânia;
Aparecida de Goiânia;
Trindade;


Região central:

Anápolis;


Região sudoeste:

Rio Verde;
Jataí;


Região sudeste:

Catalão;


Região sul:

Itumbiara;


Região norte:

Porangatu;


Entorno do Distrito Federal:


O G1 entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde de Luziânia e aguarda a lista com os locais de atendimento durante a campanha de vacinação.


Cronograma da Vacinação em Goiás

Data: Grupos prioritários:
13/04 a 20/05 Idosos, trabalhadores da saúde e pessoas com doenças cardíacas e respiratórias graves
23/04 a 27/04 Gestantes, puérperas e crianças
30/04 a 11/05 Professores
12/05 Dia D: serão vacinados todos os grupos prioritários da campanha
14/05 a 1/06 Todos os grupos prioritários da campanha
Todo o período Indígenas; presidiários terão que ter agendamento feito a critério do município.

Fonte: Secretaria Estadual de Saúde


Vacina contra Influenza A, H1N1, em Goiânia, Goiás (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)
G1 Goiás.

Conselho de Segurança da ONU rejeita pedido russo de condenação a ataques na Síria Apenas a Rússia, a China e a Bolívia votaram a favor do projeto de resolução. Oito países votaram contra a proposta, enquanto quatro se abstiveram.


Conselho de Segurança da ONU rejeita pedido russo de condenação a ataques na Síria

Apenas a Rússia, a China e a Bolívia votaram a favor do projeto de resolução. Oito países votaram contra a proposta, enquanto quatro se abstiveram.

Por G1




Membros do Conselho de Segurança da ONU votam contra resolução da Rússia condenando ataque à Síria (Foto: Eduardo Munoz/Reuters)


O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas rejeitou neste sábado (14) resolução russa que pedia uma condenação dos ataques à Síria. A minuta da resolução proposta pela Rússia considerava que o ataque dos EUA e de aliados ao regime sírio representa uma violação do direito internacional e da Carta das Nações Unidas.


Na resolução, a Rússia pedia ainda às três nações que orquestraram o ataque (França, Reino Unido e Estados Unidos) que evitassem no futuro o uso da força contra o regime de Bashar al-Assad.


Contudo, o pedido russo não vingou no Conselho de Segurança. Isso porque apenas a Rússia, a China e a Bolívia votaram a favor do projeto. Oito países votaram contra a proposta, enquanto quatro se abstiveram. As informações são da agência Efe e Reuters.


Uma resolução do Conselho de Segurança da ONU precisa de nove votos a favor e nenhum veto pela Rússia, China, França, Reino Unido ou Estados Unidos para ser aprovada.


A agência France Presse informa que o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, abriu a reunião com um pedido por uma ação "de acordo com a carta da ONU". Mas, durante o encontro, as delegações dos Estados Unidos, França e Reino Unido -- países que planejaram a ofensiva -- defenderam os ataques com mísseis realizados contra vários alvos em território sírio.



Foguete Tomahawk disparado por navio norte-americano em ataque a alvos na Síria (Foto: Lt. j.g. Matthew Daniels/U.S. Navy via AP)


A ofensiva dos Estados Unidos e aliados foi orquestrada após controvérsias envolvendo o uso de armas químicas na Síria. Opositores sírios, agentes humanitários e paramédicos alegam que mais de 40 pessoas foram mortas no dia 7 de abril em um ataque químico em Douma, cidade controlada por rebeldes na região de Ghouta Oriental, na periferia de Damasco, a capital da Síria.


Por isso, de acordo com os EUA e aliados, a ação teve por dentre seus alvos centros de pesquisa relacionados à produção desses armamentos. Tanto a Síria como seus aliados negam as ofensivas com armas químicas. A Rússia diz que argumento do uso de armas químicas é um enredo "pré-programado".


Após o ataque, o Exército sírio informou que a ação deixou três civis feridos após alguns mísseis que estavam indo para uma posição militar em Homs serem desviados de sua trajetória. O Pentágono, por sua vez, diz que não há vítimas.



Centro de pesquisa científica na Síria, destruído após ataque coordenado de EUA, França e Reino Unido, em 13 de abril de 2018 (Foto: Omar Sanadiki/Reuters)


Na ação, três alvos foram atingidos, segundo o Pentágono: um centro de pesquisa e produção de armas químicas e biológicas em Damasco, um armazém de armas químicas em Homs (a leste de Damasco) e uma base na mesma cidade que também teria armas químicas.


No total, 105 mísseis foram lançados contra os três alvos na Síria, ainda segundo o Pentágono. É quase o dobro da quantidade de armamento usada no ano passado, quando os norte-americanos reagiram a outro ataque químico atribuído ao regime de Assad que deixou 86 mortos.



EUA, Reino Unido e França bombardeiam alvos na Síria (Foto: Betta Jaworski/G1)

Nações sobem o tom após ataque; funcionário da ONU pede "moderação"


O ataque na Síria tem colocado Rússia e Estados Unidos em posições antagônicas, com ambas as nações subindo o tom em sua defesa de posições. O discurso está em torno de quem tem agravado a crise humanitária na Síria: se os Estados Unidos com o ataque; ou se a própria Síria com a continuação de seu suposto programa de produção de armas químicas.


Enquanto Donald Trump tem comemorado no Twitter que a missão contra centros de pesquisa produtores desses armamentos foi cumprida; a Rússia diz que os Estados Unidos pioraram ainda mais a catástrofe humanitária na Síria.


A Rússia é uma das principais aliadas do regime de Bashar al-Assad, enquanto os Estados Unidos tentam ações na Síria para conter o avanço do Estado Islâmico.

"Estou muito orgulhoso do nosso exército que será, depois de investidos bilhões de dólares aprovados, o melhor que o nosso país já teve. Não haverá nada, ou ninguém, sequer próximo!", disse Trump no Twitter.



So proud of our great Military which will soon be, after the spending of billions of fully approved dollars, the finest that our Country has ever had. There won’t be anything, or anyone, even close!— April 14, 2018

"Com as suas ações, os EUA pioram ainda mais a catástrofe humanitária na Síria. Eles levam sofrimento para a população civil, e de fato, toleram os terroristas que torturam há sete anos o povo sírio", disse o presidente da Rússia, Vladimir Putin, em pronunciamento.


Outros países também se pronunciaram veementemente em relação ao ataque na Síria. O governo Arábia Saúdita, aliado de Washignton, disse que os bombardeiros ocorreram devido "ao contínuo uso de armas químicas proibidas contra civis inocentes". A ministra das relações exteriores da China, Hua Chunying, condenou a ação e pediu diálogo. O grupo xiita libanês Hezbollah, aliado do governo sírio, afirmou que a guerra lançada contra a Síria “não alcançará seus objetivos”.


Já a posição emitida por funcionários da ONU, contudo, vai no sentido de moderação diante de atuais "circunstâncias perigosas". Neste sábado (14), António Guterres, secretário-geral da ONU disse que o Conselho de Segurança da entidade tem como "principal responsabilidade a manutenção da paz"

"Peço a todos os estados membros que mostrem moderação nestas circunstâncias perigosas e evitem qualquer possível escalada da situação e o sofrimento do povo sírio", disse Guterres, através de um comunicado.

fonte G1

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Corregedoria da PM deve investigar policial que confessou ter matado empresário em baile funk em MT Empresário foi morto a tiros em festa em Várzea Grande, no domingo (8). Polícia Civil já apura legitima defesa ou excesso por parte do policial.



O Corregedoria Geral da Polícia Militar deverá abrir um inquérito para investigar o PM Welliton Pinheiro da Silva, de 35 anos, suspeito de matar a tiros o empresário Rafael Henrique Santi, de 31 anos, durante um baile funk em uma chácara em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, no último domingo (8).


Em depoimento à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o policial afirmou que o empresário apontou uma arma contra ele e por isso fez os disparos. Após prestar depoimento, ele foi liberado.


Por meio de nota, a PM informou que o policial é lotado na Rondas Ostensiva Tático Móvel (Rotam) e que o Comando Especializado da PM já adotou todas as providências legais visando a instauração de IPM, como a reunião de documentos relacionados à ocorrência, tendo encaminhado tudo à Corregedoria Geral.

"Quanto ao afastamento ou não do policial do exercício das atividades policiais, informa que caberá ao presidente do IPM a análise e adoção de qualquer medida nesse sentido", diz trecho da nota.


Depoimento


O empresário foi morto a tiros durante um baile funk. De acordo com a DHPP, Welliton afirmou que estava de folga, resolveu passear com sua motocicleta e, ao passar pelo local onde acontecia um evento de som automotivo, decidiu entrar.


Em depoimento, ele afirmou ter pago R$ 20 pela entrada e permanecido no local por algum tempo. Disse que quando andava em direção ao estacionamento para ir embora, encontrou um amigo com quem ficou conversando, quando ouviu disparos no local.


O soldado afirmou à DHPP que instintivamente, seguindo o treinamento policial – e sem saber se os disparos eram na direção dele ou de outra pessoa, – se abaixou, já sacando a arma e se virando para onde partiam os disparos.






Imagens divulgadas na internet mostram pessoas tentando reanimar Rafael Santi (Foto: TV Centro América)



Welliton declarou ter gritado: ‘Polícia, larga a arma’, mas afirmou que Rafael teria apontado a arma na direção dele, o que o levou a efetuar dois disparos em direção ao empresário.


Ainda em interrogatório, o soldado declarou que tentou chamar socorro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas teria ouvido ameaças de outras pessoas, pelo fato de ser policial, e decidiu sair do local.



O policial entregou duas armas: um revólver calibre 38, que teria sido usado por Rafael, e uma pistola 840, de uso do militar. O armamento será encaminhado para trabalho pericial da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

Cuiabá
Várzea Grande 

FONTE G1 

Como atropelamento em Copacabana revelou australiano condenado por pedofilia foragido há 20 anos no Brasil


Como atropelamento em Copacabana revelou australiano condenado por pedofilia foragido há 20 anos no Brasil

Condenado por pedofilia e foragido da polícia, o australiano Christopher John Gott, de 63 anos, conseguiu escapar das autoridades da Austrália por 22 anos. Até ser atingido por uma Hyundai i30 preta nas praias de Copacabana, no Rio de Janeiro.



Por BBC




Descontrolado, o carro subiu a calçada e atropelou 17 pessoas em Copacabana. (Foto: Reprodução/GloboNews)




Gott morava no Brasil com um passaporte falso há 20 anos quando foi descoberto literalmente por acidente: ele foi uma das 17 vítimas de um carro desgovernado que invadiu o calçadão na noite do dia 18 de janeiro e atingiu as pessoas que passavam por ali. Um bebê de 8 meses morreu e os feridos foram levados para dois hospitais cariocas.


O motorista, Antonio de Almeida Anaquim, de 41 anos, alegou ter sofrido um ataque epiléptico enquanto dirigia – a Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso.


No Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, as autoridades notaram que uma das pessoas feridas no episódio era um australiano, cujo passaporte indicava o nome Daniel Marcos Philips. Gravemente ferido, o homem estava em coma – estado em que se encontra até hoje, segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio.


A embaixada australiana foi informada do caso e um porta-voz do Departamento de Relações Exteriores e Comércio do Consulado da Austrália emitiu uma nota dizendo que os oficiais australianos estavam trabalhando com as autoridades brasileiras para determinar se um australiano tinha sido ferido no atropelamento.


O único problema é que Philips não existia: as autoridades australianas não encontraram qualquer registro de um cidadão daquele país com esse nome. A Polícia Federal da Austrália iniciou uma investigação para buscar a real identidade do homem e concluiu que o passaporte era falso.


Segundo o jornal australiano The Australian, foi a digital de Gott, enviada para a Polícia Federal da Austrália, que revelou que o cidadão australiano ferido no Brasil era na verdade um fugitivo procurado pela polícia há 22 anos por um crime sexual.


Contatada pela BBC Brasil e questionada sobre quais são as condenações de Gott, a Polícia Federal australiana confirmou que ajudou na identificação de "uma vítima de um acidente de carro no Brasil", mas disse que não poderia dar mais detalhes sobre o caso. Já a Polícia Federal do Brasil ainda não se pronunciou oficialmente em relação ao assunto.



Procurado


Nascido em Melbourne, Gott trabalhou como professor de ensino médio na cidade de Darwin até 1994, quando foi preso após 17 denúncias diferentes de abuso sexual de crianças, incluindo uma acusação de estupro de uma criança menor de 14 anos e o abuso de um adolescente de 16 anos, segundo o periódico The Australian. Ele foi condenado a seis anos de prisão e fugiu dois anos depois, após ter a liberdade condicional concedida.


Gott é procurado por autoridades australianas desde então.


A polícia do Território do Norte, região da Austrália onde Gott vivia, confirmou à BBC Brasil que procurava Gott por violar sua liberdade condicional e afirmou que trabalha com autoridades internacionais para avaliar a possibilidade de extradição. "Devido à seu estado de saúde, vamos continuar a monitorar a situação com o objetivo de tomar uma atitude, se possível, no futuro", afirmou o órgão.


Um funcionário do Hospital Miguel Couto que pediu para não ser identificado disse que é improvavél que o australiano saia da coma. A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro afirmou que o estado de saúde dele é grave e Gott segue em coma.


No Brasil há 20 anos, morava em Copacabana e dava aulas de inglês como professor freelancer, segundo um conhecido que pediu para não sei identificado.


O jornal The Australian também afirma que Gott trabalhou em uma escola internacional brasileira.


A embaixada da Austrália no Brasil disse que não poder disponibilizar informações sobre o caso.



O Itamaraty informou à BBC Brasil que cabe ao Ministério da Justiça comentar o assunto. Até o fechamento desta reportagem, a pasta não havia retornado o pedido de informações.

Homem é preso suspeito de abusar de enteada com Síndrome de Down, em Jataí O investigado já foi preso anteriormente pela prática de estupro contra a mesma vítima


Homem é preso suspeito de abusar de enteada com Síndrome de Down, em Jataí
O investigado já foi preso anteriormente pela prática de estupro contra a mesma vítima
Do Mais Goiás .
Prisão preventiva de A.C. da S. foi realizada nesta terça-feira (10). (Foto: Polícia Civil) 

A.C. da S, de 62 anos, foi preso, na tarde desta terça-feira (10), suspeito de abusar da enteada, de 42 anos, com Síndrome de Down, no município de Jataí. Segundo o delegado Agnaldo Coelho, titular da Delegacia da Mulher (Deam) de Jataí, o investigado já foi preso anteriormente pela prática de estupro contra a mesma vítima.
A vítima mora com a mãe e o padrasto na zona rural do município. O delegado explicou que ela estava com problemas de saúde e foi levada ao hospital para receber atendimento médico. Os profissionais de saúde suspeitaram de abuso e entraram em contato com a polícia. “O padrasto já responde a um processo da mesma natureza, mas nega os fatos como da outra vez”, contou Agnaldo.

O mandado de prisão preventiva foi expedido pelo Juizado da Violência Doméstica de Jataí. Após o cumprimento do mandado, o investigado foi interrogado e encaminhado à Unidade Prisional de Jataí, onde permanece à disposição do Poder Judiciário. O delegado aguarda a liberação do laudo policial para seguir com as investigações. 

FONTE >https://www.emaisgoias.com.br/homem-e-preso-suspeito-de-abusar-de-enteada-com-sindrome-de-down-em-jatai/

terça-feira, 10 de abril de 2018

POLICIAL HERÓI SALVA VIDA DE CRIANÇA NO ENTORNO SUL DO DF



Fato que repercutiu nas principais mídias da região Centro Oeste e do Brasil em que o Sub Ten Elvisley que estava de serviço no copom do 5ºCrpm e atendeu no dia 29 de março de 2018, por volta das 16h00 min, uma ocorrência de socorro médico pelo telefone de emergência (190) do COPOM/5º CRPM – Luziânia/Go, onde a mãe (Daniela), bastante nervosa e chorando, relatou que seu bebê (G.S.R.A) de apenas 08 meses de idade encontra-se engasgada com um pedaço de sabonete, e com a boca escumando e a coloração da pele já escura, após engasgar, sendo salva, com o auxilio do atendente que acalmou a mãe e imediatamente passou a orienta-la a realizar os procedimentos de primeiro socorros, afim de que a criança voltasse a sua respiração normal, orientando que a colocasse sua filha de barriga para baixo, com a cabeça inclinada para baixo, e que a mãe realizasse ainda entorno de 04 a 05 palmadinhas nas costa da bebe, afim de expelir o objeto, desobstruindo as vias respiratória do recém-nascido, onde o atendente ouviu o choro da criança, de forma que a mãe informou que a respiração de sua filha voltou ao normal, porém ainda ansiosa e um pouco agitada, sendo novamente orientada a realizar o procedimento de massagem cardíaca com a criança deitada na cama e ou no berço na região do peito, de forma que a criança foi reestabelecida por completo, o atendente ainda encaminhou uma viatura de imediato a casa da solicitante no Esplanada V, em Valparaiso /Go, para possível encaminhamento de emergência, solicitando ainda via 193 a presença dos Bombeiros. A equipe de viatura no local informou o pleno restabelecimento da criança e que a mãe informou que deslocaria por meios próprios a UPA / Marajó. Profissionais da Saúde e Especialistas do Corpo de Bombeiros afirmaram que a intervenção desse herói de farda foi primordial para garantir que a vida dessa criança fosse preservada.  Num ato de gratidão e pela repercussão do fato foi proporcionado o encontro pela mídia entre a vitima e esse herói anonimo. A família agradecida teceu elogios a esse herói anonimo ressaltando a importância e valor dessa instituição composta por profissionais que fazem desse oficio um sacerdócio.
ASSISTA O VIDEO>>>

MAIONE PADEIRO EM OPINIÃO PUBLICA

Maione Padeiro, Ex presidente da associação comercial Industrial de Aparecida de Goiânia -- Aciag, jovem comendador da PM,articulista, supervisor de ações programáticas do programa Goiás na frente e membro do fórum  Jovens de lideranças empresariais de Goiás -maionysousa@hotmail.com)
Diário da Manhã

ESPECIAL PARA OPINIÃO PUBLICA
A união de esforços entre o setor público e privado resultou em prosperidade para o estado  de Goiás, que vive um ciclo virtuoso de sua economia com plataformas diversificadas dando exemplo  ao País na geração de empregos e na boa parceria entre o governo e iniciativa privada.
Os investimentos mesmo em períodos pós-crise  é resultado do planejamento orçamentário adotado pelo governo estadual desde o final de 2014.    O governador José Eliton conseguiu chegar ao governo de Goiás por ser experiente e ter se mantido leal e parceiro de Marconi Perillo em todos os momentos do governo,além de ter prestado uma gama de serviços quando ocupou a Více-Governadoria e a coordenação do programa  Goiás na Frente.
        O novo governador  garantiu que irá preservar o "legado de grandes realizações" do Ex governador Marconi Perillo, que desincompatibilizou na sexta-feira, 6, para dedicar tempo as articulações em prol da sua candidatura ao Senado.
         Entre as prioridades já enunciádas pelo Governador José Eliton está o desenvolvimento de Goiás com foco no desenvolvimento humano e no equilíbrio das contas publicas.  Isso implicará em manter o ritmo de obras estruturantes no estado, já assegurada no conjunto de ações do programa Goiás na frente, a regionalização do desenvolvimento e apoio aos municípios, além da oferta de saúde de qualidade ,educação e segurança aprimorada, e, ao mesmo tempo, manter o equilíbrio fiscal.  Investir em inovação e tecnologia, além de fortalecer a vocação econômica de Goiás, é outra prioridade do governo José Eliton, por isso, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED) continuará tendo atividades fundamentais para a definição e execução das políticas  voltadas ao crescimento das atividades econômicas. Aproveito o momento para fazer duas parabenizações e reconhecimento. Ao ex Governador Marconi Perillo, que acumulou um legado de experiência e trabalho prestado ao longo de quatro mandados como Governador de Goiás, manifesto meu agradecimento e lealdade. Ao longo desses 16 anos no Palacio das Esmeraldas, Marconi colocou Goiás nos trilhos da prosperidade e da modernização. São centenas de Obras e investimentos sem todas as regiões do estado. Por fim, parabenizo também o governador José Eliton, que  já demonstrou que é capaz e que dará continuidade ao que está dando certo. Dessa forma, manifesto votos de uma gestão eficiente e de muito trabalho em prol da economia e de melhor qualidade de vida para os goianos.

(Maione Padeiro, Ex presidente da associação comercial Industrial 
de Aparecida de Goiânia -- Aciag, jovem comendador da PM,
articulista, supervisor de ações programáticas 
do programa Goiás na frente e membro do fórum  Jovens de lideranças 
empresariais de Goiás -maionysousa@hotmail.com)
Fonte Diário da Manhã
 

sábado, 7 de abril de 2018

POLICIAL MILITAR SALVA A VIDA DE UMA CRIANÇA



Fato que repercutiu nas principais mídias da região Centro Oeste e do Brasil em que o Sub Ten Elvisley que estava de serviço no copom do 5ºCrpm e atendeu no dia 29 de março de 2018, por volta das 16h00 min, uma ocorrência de socorro médico pelo telefone de emergência (190) do COPOM/5º CRPM – Luziânia/Go, onde a mãe (Daniela), bastante nervosa e chorando, relatou que seu bebê (G.S.R.A) de apenas 08 meses de idade encontra-se engasgada com um pedaço de sabonete, e com a boca escumando e a coloração da pele já escura, após engasgar, sendo salva, com o auxilio do atendente que acalmou a mãe e imediatamente passou a orienta-la a realizar os procedimentos de primeiro socorros, afim de que a criança voltasse a sua respiração normal, orientando que a colocasse sua filha de barriga para baixo, com a cabeça inclinada para baixo, e que a mãe realizasse ainda entorno de 04 a 05 palmadinhas nas costa da bebe, afim de expelir o objeto, desobstruindo as vias respiratória do recém-nascido, onde o atendente ouviu o choro da criança, de forma que a mãe informou que a respiração de sua filha voltou ao normal, porém ainda ansiosa e um pouco agitada, sendo novamente orientada a realizar o procedimento de massagem cardíaca com a criança deitada na cama e ou no berço na região do peito, de forma que a criança foi reestabelecida por completo, o atendente ainda encaminhou uma viatura de imediato a casa da solicitante no Esplanada V, em Valparaiso /Go, para possível encaminhamento de emergência, solicitando ainda via 193 a presença dos Bombeiros. A equipe de viatura no local informou o pleno restabelecimento da criança e que a mãe informou que deslocaria por meios próprios a UPA / Marajó. Profissionais da Saúde e Especialistas do Corpo de Bombeiros afirmaram que a intervenção desse herói de farda foi primordial para garantir que a vida dessa criança fosse preservada.  Num ato de gratidão e pela repercussão do fato foi proporcionado o encontro pela mídia entre a vitima e esse herói anonimo. A família agradecida teceu elogios a esse herói anonimo ressaltando a importância e valor dessa instituição composta por profissionais que fazem desse oficio um sacerdócio.

terça-feira, 3 de abril de 2018

TERREMOTO EM BRASILIA : Defesa Civil vistoria prédios e descarta danos em estruturas Ao todo, 25 edifícios foram inspecionados. Terremoto na Bolívia foi sentido em várias regiões do DF


Por Marília Marques, G1 DF




Prédio na W3 Norte é esvaziado após tremor de terra em Brasília (Foto: Álvaro Costa/TV Globo)
O terremoto originado na Bolívia e sentido em diversas regiões do Brasil nesta segunda-feira (2) não gerou dano material aos edifícios impactados no Distrito Federal, afirma a Defesa Civil. Nas horas seguintes ao tremor, técnicos vistoriaram 25 edifícios que chegaram a ser esvaziados na área central de Brasília.
Até as 16h, engenheiros e técnicos da subsecretaria de proteção descartavam "qualquer tipo de dano às estruturas". Neste horário, ainda havia previsão de avaliar outros sete prédios.
Segundo o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), os tremores foram reflexo de um terremoto de magnitude 6,7 ocorrido na Bolívia. No Distrito Federal, quem estava no Plano Piloto, na Esplanada dos Ministérios, no Guará e em Planaltina relatou "sintomas" do terremoto.

Prédios do centro de Brasília são esvaziados após tremor de terra

A sensação se repetiu em diversas regiões do país. Ainda pela manhã, houve registro de desconforto, alerta e interdição de áreas em São Paulo, Santos (SP), Marília (SP), São Carlos (SP), Araxá (MG), Belo Horizonte (MG), Uberlândia (MG), Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Pela manhã, o Observatório Sismólogico da UnB chegou a pontuar o "tremor" na Bolívia com a magnitude de 6,8. À tarde, o dado foi fechado em 6,7. Ainda segundo os pesquisadores, o epicentro ocorreu a 548 km de profundidade – com margem de erro de 2 km, para mais ou para menos.



Técnicos e engenheiros da Defesa Civil fazem vistoria em prédio do Tribunal de Contas do DF (Foto: Defesa Civil/Divulgação)

Sem danos materiais

Ao G1, o subsecretário de Defesa Civil do DF, o coronel Sérgio Bezerra, afirmou que na perspectiva dos especialistas da área, "está tudo dentro da normalidade, e nenhum dano material foi observado em estruturas de Brasília".

"Em nenhuma edificação foram encontradas fissuras, trincas ou rachaduras decorrentes desse abalo na Bolívia."

Apesar disso, Bezerra destacou que é importante "observar manifestações de possíveis problemas estruturais ou em função do terremoto". Em casos como o registrado nesta segunda, o coronel recomenda "manter a calma", esvaziar o prédio e entrar em contato coma Defesa Civil por meio do telefone 199.




Prédio da Infraero no centro de Brasília é esvaziadoapós tremor de terra

E o viaduto?

Questionado pela reportagem, o coronel Bezerra afirmou que a Defesa Civil não foi chamada para vistoriar a estrutura do viaduto que desabou há quase dois meses na região central de Brasília. O equipamento está escorado por vigas de metal e concreto e, por isso, segundo explicou, "resiste tranquilamente".

"Para essas estruturas, a sensação é a mesma quando passa um carro pesado e a estrutura balança, não significa que vá desabar."

Restante do viaduto que desabou no Eixão será demolido, diz governo do DF

A Defesa Civil explica, ainda, que eventos como tremores de terra são muito sentidos em edificações mais altas. "Quanto mais alto o prédio, mais fácil apresentar esse fenômeno, por conta da distância para o solo".

Prédios esvaziados até as 12h30:
Ministério da Educação
Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços
Ministério da Justiça
Infraero
Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1)
Anvisa
Terracap
Codhab
Tribunal de Contas do DF
Rodoferroviária (DFTrans e Adasa)
Prédios do Setor Bancário Sul (Banco do Brasil, Caixa, FNDE)
Prédios do Setor de Autarquias Sul (OAB, Ibama)
Prédios do Setor Comercial Sul
Universidade Corporativa Banco do Brasil



Terremoto teve epicentro na Bolívia (Foto: Infografia: Karina Almeida/G1)


O que explica?

Os tremores de terra sentidos no Brasil foram brandos porque o terremoto foi "muito profundo", segundo o professor de sismologia e pesquisador do Observatório Sismológico da UnB Lucas Vieira Barros. A 500 km de profundidade no epicentro, a energia se dissipou até chegar a cidades brasileiras.

“A região dos Andes é muito ímpar quando se fala em sismologia, tanto em termos de magnitude, quanto em profundidade. Na região, estão em contato as placas de Nazca e a Sul-Americana. Em razão disso, foi nesta região, mais precisamente no Chile, que houve o tremor de maior magnitude de que se tem notícia, de 9,5 em 1970.”



Mapa do serviço Geológico dos Estados Unidos mostra terremotos ocorridos na região da Cordilheira dos Andes, próximo à fronteira com o Brasil, entre 1900 e 2014 (Foto: Serviço Geológico dos Estados Unidos/Reprodução)

Segundo ele, é possível que haja outro temor na Bolívia, mas ele não deve chegar até o Brasil desta vez. "Normalmente, após um tremor de alta magnitude, ocorre um réplica, um abalo secundário. Via de regra, ele tem magnitude menor – geralmente é de 1,2 graus a menos que o primeiro."

"Por isso, não há nenhuma possibilidade de que produza qualquer reflexo no Brasil."

Mesmo que ocorra um terremoto de magnitude ainda maior, dificilmente geraria dano no Brasil, aposta Barros. "Em razão da distância e da profundidade, a energia se dissipa muito facilmente."

G1 DF.

segunda-feira, 2 de abril de 2018

SEMANA SANTA SEM VÍTIMAS FATAIS NAS RODOVIAS GOIANAS

A Polícia Militar de Goiás (PMGO) registrou 100% de redução no número de acidentes com vítimas fatais e uma redução de 30% no total de acidentes registrados nas rodovias goianas durante o feriado prolongado da Semana Santa em 2018, em relação aos números apurados no mesmo período no ano passado.
Números expressivos
Cinco acidentes com mortes foram registrados em 2017 e nenhum este ano em 2018. Os acidentes que foram mais de 60 neste mesmo período em 2017, caíram para 42 agora em 2018. Segundo a PM também foi registrada queda de 32% no número de pessoas feridas nas estradas, reduzindo de 77 em 2017, para 52 em 2018.
Entre as ocorrências realizadas, cinco foragidos foram recapturados neste mesmo período em 2018 e apenas um no ano passado. A PM registrou ainda 14 autuações por embriaguez ao volante em 2018, contra 10 registradas em 2017.
O Comando da PMGO avalia esses índices como “extremamente positivos” e os atribui à atuação ostensiva na pista e ao trabalho preventivo feito pela corporação junto aos condutores de veículos em todo o Estado.
Comunicação PMGO

Policial perde parte de dedo após ataque de piranha no Lago Corumbá, em Caldas Novas Secretário de Comunicação informou que esta é a época de reprodução das duas espécies do peixe que existem no lago.


Por Raquel Morais, G1 GO




Pé esquerdo do policial rodoviário federal Diogo Lucindo, de 35 anos, com ferimento provocado por ataque de piranha durante mergulho no Lago Corumbá, em Caldas Novas, em Goiás (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)



Um policial rodoviário federal de 35 anos perdeu parte do dedo mínimo do pé esquerdo após um ataque de piranha no Lago Corumbá, em Caldas Novas, no sul de Goiás. Diogo Lucindo afirma que não havia placas com alertas para banhistas no local, nas proximidades da casa da ex-prefeita Magda Moffato.


A assessoria de Furnas, responsável técnica pelo lago – que está vinculado à Usina de Corumbá – informou, por meio de nota, que, junto com a Prefeitura de Caldas Novas, já havia "instalado placas no local alertando banhistas para a existência de piranhas no entorno do reservatório da UHE Corumbá".


O incidente aconteceu no sábado (30). “Estávamos em cinco casais em uma lancha. Eu e um amigo decidimos mergulhar. Em menos de cinco minutos senti o puxão e notamos o movimento delas [piranhas]. Parecia ser um cardume pequeno, umas seis ou oito. Assim que uma me pegou, a gente subiu no barco para voltar”, conta.


Diogo diz que procurou três guarda-barcos e todos afirmaram desconhecer que aquele ponto fosse de ataque de piranhas. Ao G1, o secretário de Comunicação da cidade, João Paulo Teixeira, informou que os quatro pontos de banho público são sinalizados e que este onde ocorreu o ataque é particular, ligado a um clube.



O policial rodoviário federal Diogo Lucindo (de camiseta verde clara) junto com amigos em passeio de barco, pouco antes de ataque de piranha, no Lago Corumbá, em Caldas Novas, em Goiás (Foto: Diogo Lucindo/Arquivo Pessoal)

O gestor disse ainda que esta época do ano é crítica: é quando ocorre a reprodução dos peixes. Na cidade existem duas espécies, a amarela e a vermelha. Ambas são carnívoras.

O policial rodoviário federal foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, onde recebeu um curativo e medicamento direto na ferida. Ele disse que a equipe médica que o atendeu afirmou não ser necessário tomar medicação oral contra infecção, mas o afastou do trabalho por duas semanas porque ele vai ficar esse período sem poder usar sapato fechado. Coturno é parte do uniforme dele.

“Saiu sangue demais. Quando cheguei, falaram que havia vários casos e que teve até uma criança ferida”, declarou.

Por telefone, os atendentes da UPA disseram que não poderiam passar a informação no período da manhã. A Secretaria de Saúde pediu que a reportagem falasse a respeito com a de Comunicação. João Paulo informou que a única notificação do ano é a do policial.
“Sempre há um trabalho de divulgação sobre os riscos, tanto da prefeitura quanto de Furnas e dos bombeiros, que é nosso parceiro”, disse. “No passado, esse tema entrou bastante em voga, e a gente fez uma série de audiências públicas.”

Os telefonemas do G1 não foram atendidos pelo quartel dos bombeiros de Caldas Novas. À TV Anhanguera, a corporação disse que o socorro dele foi prestado pelos próprios amigos. O lago Corumbá tem 60 quilômetros de extensão.
O secretário de Comunicação informou que o de Meio Ambiente vai fiscalizar os arredores do lago para checar sobre a existência de avisos para banhistas.
Prevenção

Em ataques anteriores, a assessoria de imprensa de Furnas, empresa de geração e transmissão de energia, informou ao G1 que fez estudos "visando o controle da proliferação de piranhas no lago da Usina de Corumbá. Já foram colocadas placas indicativas alertando os banhistas sobre a existência de piranhas na localidade conhecida como Cavalo de Fogo, que funciona como área de lazer muito utilizada pela população da região".

Ainda segundo a empresa, após vistorias, identificou-se que restos de animais provenientes da pesca esportiva e de alimentos jogados no lago estavam atraindo piranhas.

Enterrados em Montividiu corpos das três jovens mortas em acidente na BR-060 Outras 14 pessoas ficaram feridas após capotamento de micro-ônibus que volta de encontro religioso.

Por Vanessa Martins, G1 GO




Enterrados em Montividiu corpos das três jovens mortas em acidente na BR-060

Os corpos das três jovens que morreram em um acidente na BR-060 foram velados e enterrados nesta segunda-feira (2) em Montividiu, no centro de Goiás. As vítimas foram identificadas como: Joseileide Rodrigues da Costam, Layane Rita de Oliveira e Rhanyhéllen Karoline Sousa e Silva. Elas voltavam de um retiro religioso com outras 14 pessoas quando o micro-ônibus em que o grupo viajava capotou em Guapó, também no centro goiano.

As jovens foram veladas na Igreja Batista e enterradas no Cemitério São Francisco de Assis. O pastor Ebenezer Lopes Gonzaga lamentou a morte das três. “Encontramos três vítimas em óbito dentro do micro-ônibus. Foi um momento de muita dor e sofrimento”, disse.

Os feridos foram levados para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol). O G1 entrou em contato com a unidade, nesta noite, por e-mail, e aguarda informações sobre o estado de saúde dos feridos. As ligações não foram atendidas. Já a TV Anhanguera apurou que todos os envolvidos já receberam alta.


Joseileide, Layane Rita e Rhanyhéllen Karoline morreram em acidente na BR-060 (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Acidente
O micro-ônibus da Prefeitura de Montividiu que levava o grupo capotou na BR-060, em Guapó, no domingo (1º). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), eles voltavam de um retiro religioso em Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia. Segundo os bombeiros, as três vítimas fatais morreram no local e não chegaram a ser socorridas.

O condutor informou à PRF que uma das rodas do veículo travou, causando o capotamento no canteiro central da via. Ele passou por teste do bafômetro que confirmou que ele não havia ingerido bebida alcoólica. Como chovia no momento do acidente, a corporação suspeita que o micro-ônibus tenha aquaplanado.


Micro-ônibus que capotou deixou três mortas e 14 feridos (Foto: Hebert Bruno/TV Anhanguera)

A secretaria de comunicação da Prefeitura de Montividiu informou, por meio de nota, que está "guardando o resultado da perícia e dos responsáveis pelo resgate das vítimas" para se pronunciar sobre o acidente. Não foi informado o motivo do veículo da administração da cidade ter sido usado no transporte do grupo.

Ainda conforme o texto, o prefeito da cidade, Ademir Guerreiro, e primeira dama, Izabel Guerreiro, "declaram a que a prefeitura municipal de Montividiu está dando total suporte necessário e já foi enviado uma equipe até o local e lamenta profundamente tamanha tragédia".

AS MAIS DOS ULTIMOS 30 DIAS

FOTOS ON LINE

ACIOLLYVERSATIL@HOTMAIL.COM